Brasilux realiza 2ª edição do projeto ‘Cidade das Cores’

maio 20, 2019

Projeto atenderá três instituições de ensino do município; Aulas iniciam dia 27 de maio.

A Brasilux Tintas patrocina, pelo segundo ano consecutivo a 2ª edição do projeto ‘Cidade das Cores’ em parceria com a ComTexto Cultural.

Com atividades teóricas e práticas – sendo cinco aulas com 4 horas diárias – as oficinas têm início com a introdução à história do grafitti. Em seguida, serão transmitidos vídeos e imagens sobre os principais estilos da arte e artistas. Na sequência, os alunos terão as primeiras experiências práticas, com exercícios em grupo para começarem a desenvolver os primeiros trabalhos em telas e posteriormente, aprenderão a desenvolver a técnica com spray. O ‘Cidade das Cores’ foi idealizado pelo artista Aracê e será oferecido gratuitamente durante o mês de maio e junho nas escolas participantes. Podem participar jovens com idades entre 12 e 18 anos. Também há vagas destinadas às pessoas com deficiência. “A proposta é impulsionar e valorizar a produção artística e cultural na cidade, estimulando os jovens a utilizarem a arte do grafitti como uma ferramenta de expressão e comunicação. As oficinas são voltadas para todos que desejam aprender mais sobre os materiais, conceitos e técnicas, bem como explorar a criatividade”, afirma o artista Aracê. Vale destacar que, para esta produção, oito artistas plásticos serão convidados a participar juntamente com o artista responsável pelas oficinas. Ao todo, serão confeccionados 121 painéis pelo projeto. Para Mirela Jabur, gerente de marketing da Brasilux Tintas, a 2ª edição do ‘Cidade das Cores’ mostra o quanto este projeto agradou ao público. “Além de ser uma forma de demonstrar cuidado às cidades e comunidades em que estamos inseridos, também podemos contribuir com a formação dos jovens que têm a possibilidade de desenvolver trabalhos autorais e explorar novos talentos”, explica ela.

De acordo com a secretária Adriana Marangoni, o projeto ganhou destaque na cidade no ano passado, quando a ETEC ‘Sylvio de Mattos Carvalho’ recebeu a intervenção artística. “Para este ano, com certeza será o mesmo êxito. Para 2019, observamos que a proposta vem arrojada, uma vez que será desenvolvida diretamente no ambiente escolar, sobretudo, em locais distintos, atendendo, portanto, diversas pessoas de diferentes bairros.