VEJO CORES, e você?!

maio 15, 2019

É comum observar nas redes sociais o grande número de fotografias em locais coloridos e vibrantes. Já pensou no que faz todas essas pessoas registrarem esses lugares? Eu sou o Thyago Dantas, do @arquisemteta e estarei aqui, em uma sequência de artigos, te mostrando um pouco da importância das cores na nossa vida. Vamos descobrir juntos?!

Pois bem, podemos ver frequentemente nas redes sociais fotografias e diversos exemplos de como as cores são atrativas ao olhar humano. Um exemplo claro são os nomes de cidades em escala, aquela que nasceu com o “I’m Amsterdam”. Todos esses nomes são diferentes, porém eles têm algo em comum: CORES! Isso mesmo, e cores bem vivas. Está comprovado que as cores “alegres” propiciam uma percepção ambiental agradável quando relacionamos a espaços com cores um pouco “tristes”.


Tomemos como exemplo o Pigalle Duperré, em Paris. Uma quadra de basketball que está entre dois edifícios históricos da capital francesa e rompe com toda a paleta de cores parisina. O projeto é do Ill-Studio e utilizando apenas tinta eles conseguiram transformar um ambiente comum em um espaço formidável. Uma partida nessa quadra deve marcante não acha?!

Imagina que com apenas pintura no solo o escritório dinamarquês BIG criou em sua totalidade uma identidade urbana na praça Superkilen, em Copenhague. Essa praça tem o mesmo segmento da Duperré, a utilização das cores como elemento que produz uma identidade única ao espaço, criando uma paisagem urbana considerada como uma obra de arte ao ar livre. Um resultado incrível!

Por fim, tendo em vista a percepção humana e ambiental, podemos afirmar que as cores e suas percepções relacionam uma série de estímulos conscientes e inconscientes em cada indivíduo. Assim, como os próprios elementos estruturantes de uma edificação ou equipamento, a aplicação das cores em suas superfícies também influencia na experiência do usuário no espaço.

Thyago Dantas – @arquisemteta
MSc. em Desenho Urbano
dantas.urbanist@gmail.com